17.1.11

RETROSPECTIVA

Em todos nós há uma retrospectiva permanente. Vivemos no passado. São imagens que deslizam na memória. Sítios que deixam cheiro. Pessoas que  vagueiam nos pensamentos matinais. Pesadelos mal dormidos em noites de insónia. Prazer em recordar. Saudades de ter sido. Durante um mês deixei aqui imagens retrospectivas. Fotografias para mais tarde recordar. Quatro anos que passaram a correr. Sensações que me possuiram. Umas são boas, outras nem tanto. Outras, ainda, ficaram no meu íntimo. Em todas há uma recordação. Um passado. Em todas há, também, um presente. O momento da selecção, o título, a publicação... Fica o futuro por desvendar. Esse incerto futuro que todas os dias chega de novo. Desfechos por imaginar. Alegrias. Tristezas. Esperamos sem esperar. Avançamos inconscientes, porque a consciência mata. Um futuro sem planos. Sem verdades. Incerteza. Um devir.

5 comments:

João Menéres said...

Excelente prosa.

Fernando Reis said...

Magnífica retrospectiva. 4 anos? Bolas, como ele (o tempo, ou será o expresso?) passa depressa mesmo ...
Abraço.

expressodalinha said...

Obrigado João.
Pois é, Fernando, isto passa tudo muito depressa...

Li said...

recordar é viver...

expressodalinha said...

Sem dúvida, Li. É o que estamos sempre a fazer.