18.2.11

PAU DE ARARA

Sacudidos, batidos, chaqualhados. Um onibus directo a nenhures. Estradas estruturantes em asfalto quebrado. Carnaúbas despenteadas na paisagem monótona. A chuva cai. Povoados molhados em tijolo cru. Casas sem portas. Janelas sem vidros. Uma rede na sala. Gente sentada. Cadeiras brancas em plástico de jardim. Assembleias de Deus. Vendas de fruta. Lanchonetes. Varais corridos de roupa sortida. A paisagem passa imutável e triste. O onibus pára. A cidade de Fortaleza fora cinco horas atrás. Corremos ao chichi. Cajús e cocos. Mochilas e malas. O Pau de Arara arranca. Mais uma hora pelas picadas. Olhos desorbitados. Dentes cerrados para não morder a língua. Passamos Acaraú, Jijoca… De repente, a praia. Um mar bravo e ameaçador. Areia maciça. Dura. Lixo marítimo vindo do off-shore. Bancos de metal. Costas massacradas. Um céu plúmbeo. Pejado de água. Uma sede constante. E o Paraíso tão perto…

11 comments:

Eduardo P.L said...

...e os amigos do João foram mais de 10 vezes para esse inferno! O PARAISO esta em Lisboa, Porto, Barcelona, NY, Madri....

Li said...

Jeri?
;)

Maria de Fátima said...

e Piacaba, Eduardo! e Lagos!!!
esse homem tem aqui a nossa meia praia: tudo em sossego, tudo com sol mesmo no janeiro mais rigoroso abala por aí fora, vai-se meter nos confins do mundo e ainda nos tem que o aturamos a ler os postes
ai Jorge, Jorge!!!
abraços e à Fernada: desta vez levaste-a :)

myra said...

como mudou o meu pobre Brasil...qdo eu là vivia era mesmo um paraiso...
beijos esperando que algo bonito encontre ainda...

expressodalinha said...

É essencial sair. Ver estes mitos do nordeste, para depois gostarmos do que temos. Razão ao Eduardo e à Maria de Fátima. A Li já acertou...
Myra: continua a ter coisas boas. Estou a dramatizar.

Mena G said...

Então valeu a pena!!!

João Menéres said...

FÁTIMA :

Não te perdoo !
Esqueceste a ROCHA ?
( Ou foi de ciúmes ? )
Sim, porque a Rocha tem o melhor sítio para tomar banho !!!
Na maré vaza até é preciso andar um bom bocado !
Queres melhor ?

Um beijo.

João Menéres said...

JORGE

Cá fico à espera desses VARAIS CORRIDOS !

peri s.c. said...

Conseguir aquele tom bronzedo de pele e aquele turístico "ar" pseudo-blazè exige certos sacrifícios, ora pois .

Helena Oneto said...

Ola Jorge, Lamento que a chuva vos esteja a estragar as férias. Essa vossa viagem de ônibus faz-me lembrar a que fiz com a Fernanda do Recife a Natal!
As tuas fotos são, como sempre um assombro!
Desejo-vos um fim de férias mais seco e quente e boa viagem de regresso a Oeiras!
Bisous froids et humides de Paris!

expressodalinha said...

João: varais à parte, isto dava uma reportagem óptima com mais tempo.
Mauro: sem dúvida. Turista sofre... e ainda paga.
Helena: a humidade está por todo o lado. Falamos várias vezes nesse vosso passeio. Beijos.