16.3.11

TUDO É EFÉMERO

Em apenas cinco minutos, a natureza arruinou uma das economias mais pujantes do mundo O Império do Sol Nascente está à beira do colapso. Os tremores de terra mantêm-se. O ponto de ruptura de stocks, alimentação incluída, está prestes a ser atingido. Milhares de vítimas acumulam-se em instalações precárias. O frio e a neve resolveram participar no desastre. A solidez de muitas construções está em perigo. E, para cúmulo, várias centrais nucleares estão em perigo de explosão. O Japão tem dezenas de centrais nucleares. Duas já tiveram problemas sérios, mas o pior (a explosão do núcleo) ainda não aconteceu. A energia nuclear é, novamente, posta em causa. O desastre, a acontecer, pode ter impacto mundial. De repente, ficámos à beira do "juízo final". Pode ser que não seja desta, mas poderá ser da próxima. Tudo é efémero. Muito efémero.

6 comments:

jugioli said...

Está tudo mesmo complicado!!! mundo complicado,gente complicada.
A fragilidade de tudo expostas nesta transparência de tragédias. O que vai restar de tudo?????

Mena G said...

Tudo dito: efémero.

Li Ferreira Nhan said...

visão do inferno.

myra said...

eu fiquei sem palavras...e tudo efimero, sim, mas a culpa é do genero humano,nao acha? ou melhor des-humano!!!!!

expressodalinha said...

DE FACTO NÃO ABONAMOS MUITO. MAS A CULPA É DO "CRIADOR" .

daga said...

não percebo essa, Jorge. quem construiu as centrais nucleares? quem liberta CO2 na atmosfera terrestre? quem é responsável pelo aquecimento global e consequentemente pelo aumento de catástrofes naturais?
beijo