28.4.11

ELEIÇÕES À PORTA - III

Em exclusivo para o Expresso da Linha o Primeiro Ministro declara-se surpreendido com a crise e contesta as acusações de má governação. Segundo ele, o défice continuado nos últimos seis anos deve-se, e passamos a citar: "A uma conjuntura que apenas existe para contestar o governo. Uma cabala mundial para o atingir pessoal e intrinsecamente". Interrogado sobre se não estaria a exagerar, o PM afirma categoricamente: "O que seria do país sem mim?". Tentámos, ainda, perguntar-lhe quem era ele. Estranhamente, não respondeu e recusou identificar-se...

7 comments:

Eduardo P.L said...

Ministro de Portugal ou de Nenhures ??? Perguntar não ofende!!!!

expressodalinha said...

Uma pergunta oportuna que tívemos tempo de fazer a SEXA.

João Menéres said...

Mas SEXA não respondeu, pois não ?
O LPM não estava à mão...

expressodalinha said...

Eles não respondem. Afirmam.

Mena G said...

Seja como for, tá cego o tadinho...
Boca alarve, de serpente!
Que raio de bicho é este???

expressodalinha said...

São os PM que temos...

Li Ferreira Nhan said...

Não digo que eles são o máximo?
Parabéns!