7.5.11

LISBOA - IGREJA DE SANTA VICTORIA



De repente uma parede desgastada. Umas escadas velhas. Uma porta aberta. Entramos... Deslumbramento de luz. Um convite à meditação. Um silêncio divino. No meio da Baixa lisboeta, uma igreja pequena. Quase passa despercebida. Apenas uma parede. E, no entanto... A igreja data de 1531. Reconstruída depois do terramoto de 1755. Perto da entrada para o metropolitano da Rua do Crucifixo.

6 comments:

Papagaio Mudo said...

Oi Expresso,

Bacana, apesar de eu ser espírita kardecista. O moço da foto parece que ora com fé. O Deus é um só, afinal.
Bom passar aqui.
Abraços,

Maria de Fátima said...

Lisboa é isso dá-nos sempre uma dobra ainda não descoberta
sabe deixar saudades essa cidade

Silvares said...

Sempre surpreendente, essa gaja, quero dizer, essa cidade.
:-)

expressodalinha said...

Mª de Fátima: há uma Lisboa escondida. Ou mesmo duas...

expressodalinha said...

Silvares: tudo tem uma história. Lisboa tem muitas. Cada esquina tem uma ou mais.

expressodalinha said...

Papagaio: prazer em tê-lo por cá.