31.8.11

SER POLÍTICO - DIRECTÓRIO EUROPEU


 
A Europa continua sem resolver a crise. A Europa está a brincar com o fogo. Qualquer desarticulação séria a nível do Euro e a União Europeia é posta em causa. São anos de trabalhos esforçados que se perdem. Uma construção política quase utópica que desaparece. E não haverá segunda hipótese. Interrogo-me sobre quem beneficiaria com a falência do projecto europeu… Os USA estão em vias de perder a força do dólar. A queda do Euro representaria menos um concorrente de peso. A China prefere, seguramente, negociar em escudos, pesetas ou francos, do que numa moeda forte, o Euro. Os países emergentes, também. Os Mercados, nem se fala. A especulação sobre moedas de pequenos Estados é, sem dúvida, muito mais proveitosa do que relativamente a uma moeda forte e estável. Todos beneficiam da queda do Euro. A desarticulação da União Europeia, por seu turno, traria benefícios geopolíticos para toda a concorrência. Todos beneficiariam. Todos menos a Europa. Não se entende este embaraço. Esta letargia. Esta ineficácia. Dizem que é problema de liderança. Talvez, mas até um escriturário de segunda já tinha percebido o que devia fazer. Portanto há outras razões. Será que há líderes europeus que não querem este projecto? Será que se estão a servir da crise para constituir um Directório político de 3 ou 4 países? O que se está a passar é vergonhoso. Os vários países vão perdendo semanalmente soberania, contra pacotes de “ajuda”. A pouco e pouco ficamos reduzidos a devedores. Sem voto na matéria. Porque não se avança para o Federalismo? Porque não é proposta esta solução por países como Portugal, Bélgica, Irlanda, Grécia? Não entendem que é a única maneira de garantir a soberania de cada Estado e de manter a democracia na Europa?  

5 comments:

daga said...

Jorge, desculpa a minha ignorância, mas o que é que se entende por "Federalismo" aplicado à Europa?
Só conheço Federalismo nos EUA, na Alemanha - aí cada Estado Federal tem uma certa autonomia, mas perde soberania que reside no governo central. Como é que na Europa os países não perderiam soberania?
beijo

myra said...

os politicos e os economistas, ficaram imbecis....e quem sofre é sempre o povo...ou a classe media que està ficando cada dia mais pobre.

expressodalinha said...

Graça: claro que perdem soberania. Mas tb têm direitos de voto e têm democracia política (a nível dos órgãos de governo). Acontece que, nas actuais condições, perdemos soberania sem contrapartidas e à medida que nos endividamos mais, pior será. Voltarei a este tema que é, porventura, o mais polémico da União Europeia)

Helena Oneto said...

Ola Jorge, Esse tema é sem duvida o mais polémico. A desenvolver. Estou atenta.
Bjs

expressodalinha said...

É UM TEMA QUE VOU APROFUNDAR, ATÉ PORQUE EU PRÓPRIO TENHO DÚVIDAS.