9.10.11

SER POLÍTICO - A EUROPA ANDA PARVA

Cada vez se entende menos o que querem estes líderes europeus. E cada vez se entende menos o que querem os europeus. No dia em que a Grécia cair vamo-nos arrepender e muito. E, no entanto, hesitam. Hesitam todas as semanas. Ora é a bancarrota que está na iminência. Ora a seguir já não é. Outra vez mais medidas de austeridade. Depois, afinal, temos de ter algum crescimento. É preciso criar um governo económico. Depois já não é... Uns defendem o federalismo. Outros afirmam ser o pior dos males. Uns não se importam de perder soberania. Outros querem mais. Desfilam políticos, comentadores, economistas, banqueiros, trabalhadores. Nunca a televisão teve tantos colaboradores externos. Cada um diz sua coisa e nós já concordamos com uma coisa e o contrário dela própria. Estamos amorfos. Anestesiados. E, no entanto, o sistema europeu é o melhor do mundo. É a melhor sociedade. Tem o melhor sistema de apoio social. Saúde. Educação. Uma sociedade profundamente democrática e livre. Culturalmente a mais avançada. Uma sociedade igualitária e fraterna como não há outra. Porque querem deitar isto fora? Que egoísmos são estes? Que falta de discernimento! Os políticos europeus têm uma agenda contraditória: por um lado querem ser eleitos nos respectivos países, precisando dos votos dos eleitores nacionais; por outro têm de pensar no "interesse europeu", que não é apreensível para esses mesmos eleitores. A construção europeia foi feita por elites, no segredo de Bruxelas, na ausência quase total de participação dos povos. Os europeus aceitam os benefícios como um "acquis". Uma coisa que lhes deram. Uma prenda na qual não participaram. Agora querem mais e não estão preparados para voltar atrás. Mas politicamente estão impreparados para andar para a frente. Ninguém os preparou. O Capitalismo Social da Europa está em contra-ciclo com o mundo globalizado. Isso não quer dizer que tenha de falhar. Mas, para não falhar, é preciso que haja gestão política adequada e firme. E essa é a única emergência europeia.

4 comments:

daga said...

realmente foram "as elites" que escolheram a Europa, foram elas que avançaram sem explicar nada ao povo, sem revelar os riscos, apresentado apenas vantagens... e agora é o povo que paga a "prenda" envenenada...

Eduardo P.L said...

A União faza força. A Europa unida sairá mais uma vez! Com a Grécia ou sem ela, a Europa não acabará!

expressodalinha said...

Graça: agora o povo está mais preparado parar aceitar quase tudo. Tem de haver ´e bons políticos??? e medidas fortes e rápidas. Os Tratados tèm de ser reformulados até à reunião do G20. Ou se afasta o espectro da bancarrota até lá, ou estamos feito.

expressodalinha said...

Eduardo: Esta União tende a derrapar rapidamente. Está em excesso de velocidade e conduzida por dois paralíticos dem vontade.Mas a espernça só morre no fim, Agradeço o seu optimismo.