22.12.11

HANUKKAH

Enquanto os católicos comemoram o Natal, os judeus preferem o Chanucá ou Hanucá. É uma festa também conhecido como o Festival das Luzes. Chanucá é uma palavra hebraica que significa "dedicação" ou "inauguração". A primeira noite de Chanucá começa após o pôr-do-sol do 24º dia do mês judaico de Kislev (coincide mais ou menos com Dezembro). A festa é comemorada por oito dias. Uma vez que na tradição judaica o dia do calendário começa no pôr-do-sol, o Chanucá começa no 25º dia. E a tradição é simples... Em 167 a.C, Antíoco IV Epifanes, rei selêucida da Síria que dominava a terra de Israel, quis dominar definitivamente os judeus e proibiu a sua religião. No Templo de Salomão edificou um altar a Zeus. Aí apareceu a revolta encabeçada por um tal Judas Macabeu (Judas "o Martelo") que acabou por libertar Jerusalém. Um primeiro milagre. A prioridade era purificar o Templo. O fogo sagrado foi renovado num altar novamente reconstruído de acordo com os preceitos. As velas do candelabro de nove braços (Menorah) foram acesas e a dedicação do novo altar foi celebrada por oito dias. Acontece que só havia um jarrinho de azeite sagrado (com o famoso selo de Cohen Gadol, o Sumo Sacerdote) para as velas. E outro milagre deu-se: o azeite que só duraria para um dia, durou oito! É claro que a coisa pode-se complicar com a tradição da colheita das sete frutas bíblicas e a relação com o festival de Sucot, de origem mais antiga... Mas fiquemos pela tradição mais aceite. Acende-se uma vela por dia até completar as oito (a nona é a "escrava" e serve para acender as outras), joga-se o dreidel, comem-se os latkes e trocam-se gelts de Hannukkah. Acima de tudo não digam Bom Natal, que em Israel não quer dizer nada.
 

4 comments:

myra said...

boa informaçao, nem eu sabia:)
bjs

João Menéres said...

MYRA

E eu sei outras coisas que o JORGE só não colocou aqui porque ficariam fora do contexto.

Dona Sra. Urtigão said...

Agradecida. eu estava mesmo curiosa e ainda não pesquisara...

expressodalinha said...

As histórias são sempre complexas. Esta é uma short story.