31.3.12

ADEUS GASOLINA?

Será a próxima grande coisa? Tata Motors da Índia acha que sim.É um motor de automóvel que funciona com ar. Apenas o ar que nos rodeia. Tata Motors da Índia tem programado o carro de ar para rodar nas ruas da Índia por agosto de 2012. O Air Car utiliza ar comprimido para empurrar os pistões de seu motor e fazer que o carro avance. O Air Car, chamado o "Mini CAT" poderia custar à volta de US$ 8,177. É um carro simples, urbano ligeiro, com um chassis tubular, um corpo de fibra de vidro que não está colado com costura e accionadas por ar comprimido. O custo é de menos de US$ 1.12 por cada 100 km, que é aproximadamente um décimo do custo de um automóvel que funciona com gás. O carro atinge uma velocidade máxima de 105 km por hora e precisa de recargas em cada 300 kms. Recarregar o carro será levado a cabo em estações de serviço adaptadas com compresores especiais de ar. O abastecimento só demora 2 a 3 minutos e custa cerca de 2.25 US$, e o carro estará pronto para mais 300 quilómetros. Este carro também se pode reabastecer em casa com o compressor de bordo. Levar-lhe-á de 3 a 4 horas para encher o tanque, mas pode-se fazer enquanto você dorme. Como não há motor de combustão, a mudança de 1 litro de óleo vegetal só é necessário a cada 50,000 km. Este carro de ar quase soa demasiado bom para ser verdade. Já vamos vê-lo em agosto de 2012.

12 comments:

João Menéres said...

Caberei nele, Jorge ?
Não me sentarei no " chão " ?

Agrada-me aquele VERDE ! ( Não é por nada, creia. apenas questão de gosto ).

GRANDE NOVIDADE !!!

Ou será 1 de Abril na Índia ?
E cá, quanto vai custar-nos o ar em taxas e sobretaxas?

myra said...

ainda bem que ja nao tenho carro:))))

Fatyly said...

Acabando o que tenho há quase 17 anos não pretendo ter mais nenhum, mas dás aqui uma grande novidade que desconhecia por completo.

Mas cá com o que é referido por João Menéres há-de ser a preço de ouro.

expressodalinha said...

Vamos esperar pela reacção... Mas vindo da Índia, penso que terá hipóteses de sucesso. A índia não tem petróleo, nem grande indústria automóvel.

Eduardo P.L said...

Depois do ar, que requer abastecimento, o FUTURO é o veículo TOTALMENTE sem combustível, e as motos já estão em faze de teste: imãns.Muita coisa nova vem por aí, até agora impedidas de serem realmente desenvolvidas peor conta das empresas petrolíferas que não nenhum interesse nessas mudanças! Mas elas virão!Petróleo já era!

expressodalinha said...

Vamos esperar que sim. Caso contrário a crise vai ser total.

Li Ferreira Nhan said...

O futuro...
Dá pra imaginar?
...
Eu espero poder me livrar logo, logo do automóvel.

Silvares said...

Um anúncio destes nesta data... mmmmh, Jorge, não estarás a brincar?
:-)

expressodalinha said...

Não estou a brincar. Vamos esperar pelo lançamento em Agosto.

peri s.c. said...

Por aqui já tivemos faz um bom tempo pelo menos um inventor que criou um destes motores a vento . O gajo sumiu . Está em alguma ilha paradisíaca gastando os dolares mui regiamente pagos pelas petrolíferas para destruir sua criação? Foi raptado e está à contaragosto num cárcere privado ou num hospício ? Abduzido ?

j_pereira@portugalmail.pt said...

Apoio a introdução de veículos para combater o petróleo.... pena é que em Portugal isto não passe do papel, porque a burocracia para homologar um veículo é muita, só dá para os "GRANDES GRUPOS"...
Peço desculpa por este desabafo, mas tenho um carro/quadriciclo eléctrico na garagem e não consigo fazer a homologação, mas o IVA de 23% sobre o valor da compra já lá canta, para poder levantá-lo da alfândega, tive que pagar logo.....

j_pereira@portugalmail.pt said...

Apoio a introdução de veículos para combater o petróleo.... pena é que em Portugal isto não passe do papel, porque a burocracia para homologar um veículo é muita, só dá para os "GRANDES GRUPOS"...
Peço desculpa por este desabafo, mas tenho um carro/quadriciclo eléctrico na garagem e não consigo fazer a homologação, mas o IVA de 23% sobre o valor da compra já lá canta, para poder levantá-lo da alfândega, tive que pagar logo.....