9.11.12

UM DIA EM LISBOA - XI


5 comments:

Eduardo P.L said...

Vou confessar uma coisa que ainda não contei para ninguém. Não gosto de igreja.Nem por fora muito menos por dentro. Claro que às vezes visito uma ou outra para conhecer as obras de arte nelas contidas.O ambiente, o cheiro, a luz, o silêncio, e o clima me constrange, me entristece, e procuro evitar. Essa imagem me fez vir tudo isso à tona.

expressodalinha said...

Eduardo: ainda bem que sentiu isso. Esta é das igrejas mais deprimentes que conheço. Das várias fotos que tirei, esta ainda acentua mais essa característica. A Igreja de São Domingos foi derrubada pelo terramoto e teve dois incêndios (o último ainda me lembro). A resconstrução deixou deliberadamente essas marcas.

Li Ferreira Nhan said...

Por falar em igrejas, hora do confessionário.
Gosto de igrejas. Por dentro e fora.
Gosto de entrar em quase todas.
Gosto do silêncio (quando há), do cheiro (quando há flores, ou aquele negócio que ligam e exala o perfume de lavanda) e a luz que vem dos vitrais/velas/ou aquelas luzinhas. Tudo isso me acalma.
Se há obras (como na maioria delas em Espanha) melhor ainda.
Com sorte escuto algum coro de vozes cantando em algum lugar escondido algo medieval ou gregoriano,
Algumas me dão medo. Essa é uma delas, a de Santo Antonio, aí em Lisboa também.
Dificilmente alguma igreja me escapa.

myra said...

eu faço minhas as palavras de Eduardo!!!

Eduardo P.L said...

Temos MUITO em comum, Myra!!!!!!