21.1.13

FINALMENTE DOENTE

Finalmente estou doente. Uma gripe daquelas à antiga, com tosse de cão e brônquios assanhados. Estou há três dias nisto, enquanto lá fora caiem tempestades de vento ciclónico e chuva demolidora. Ando entretido com o meu nariz, no afã de me assoar. Nos intervalos tento escrever contos policiais...
Ando escada a cima e escada a baixo. Doem-me as pernas. Deve ser da febre. A cabeça parece que tem uma bola de mercúrio lá dentro e imaginação está reduzida a uma batata...
Já sei os telejornais de cor. As novas tabelas do IRS. A crise que está melhorzinha. A neve na Europa. Os aviões cancelados. A tomada de posse do Obama. Já vi três vezes o mesmo filme no Canal Holywood. Os golos da jornada até à exaustão...
Deito imensa lenha na lareira nova e testo o recuperador aos limites. Começo a desconfiar que foi o excesso de calor que me fez mal. Cada vez há mais comandos e ecrãs pela sala fora. Como seria a vida antes do "ecrã"? Já nem me lembro...
Ainda tento tocar alguma coisa, mas cada vez tenho menos inspiração. Ainda por cima dei um jeito às costas que me desincentiva de movimentos mais arrojados. Estou mais virado para o xarope da tosse e aspirinas...
E nos sofás os gatos dormem confortáveis, contentes por eu lhes dar tanta atenção. A doença tem coisas boas. Não posso ir às compras, não posso ir buscar lenha, não posso fazer quase nada... Fiz esta "reportagem" precisamente porque não posso fazer mais nada. 

30 comments:

Luísa said...

Melhoras rápidas!
Entretanto, aproveite para do nada fazer algo: usar-se da maleita para reclamar mimos e atenções!
Ser um doente saudável não tem piada nenhuma!

;-) Bjnhs

expressodalinha said...

Não posso estar mais de acordo.

Fernanda said...

Que grande drama!!!! Tem tosse, mas gripe nem vê-la!!!! O que ele quer é boa vida e pôr-me a fazer tudo!!!!!Homens!!!.........
Fernanda

expressodalinha said...

Sua marota!!! Estou doente sim senhor. Grrrr!

Luísa said...

Fernanda, conhece o poema de António Lobo antunes sobre "os homens e a gripe"?
Está lá tudo dito!
Força aí, querida SENHORA!3 dias são para aturar docemente a maleita e mimar o doentinho!
Beijinhos aos dois!

Fatyly said...

Boa tirada a da Fernanda..."homens":):):) e lembrei-me deste poema que guardei como retrato fiel e só não troco o nome para Fernanda, por respeitar os direitos do autor:

Poema aos homens constipados de António Lobo Antunes

"Pachos na testa, terço na mão
Uma botija, chá de limão
Zaragatoas, vinho com mel
Três aspirinas, creme na pele
Grito de medo, chamo a mulher
Ai Lurdes, Lurdes, que vou morrer
Mede-me a febre, olha-me a goela
Cala os miúdos, fecha a janela
Não quero canja, nem a salada
Ai Lurdes, Lurdes, não vales nada
Se tu sonhasses, como me sinto
Já vejo a morte, nunca te minto
Já vejo o inferno, chamas diabos
Anjos estranhos, cornos e rabos
Vejo os demónios, nas suas danças
Tigres sem listras, bodes de tranças
Choros de coruja, risos de grilo
Ai Lurdes, Lurdes, que foi aquilo!
Não é a chuva, no meu postigo
Ai Lurdes, Lurdes, fica comigo
Não é o vento, a cirandar
Nem são as vozes, que vêm do mar
Não é o pingo de uma torneira
Põe-me a santinha, à cabeceira
Compõe-me a colcha, fala ao prior
Pousa o Jesus, no cobertor
Chama o doutor, passa a chamada
Ai Lurdes, Lurdes, nem dás por nada
Faz-me tisanas, e pão-de-ló
Não te levantes, que fico só
Aqui sozinho a apodrecer
Ai Lurdes, Lurdes que vou morrer."

in Letrinhas de Cantigas (canções) 2002

As melhoras e tens uma casa LINDISSIMA!

Fatyly said...

Estava a comentar e ainda não estava o comentário de Luisa...mas pelo que vejo agora estaríamos as duas quase em simultâneo e com a mesma ideia:)

Anonymous said...

Entre marido e mulher
Diz o ditado popular
Não se mete a colher
E isso não vou mudar

Porém, muito baixinho,
Que ninguém vai escutar
Homem fica bem chatinho
Quando começa a espirrar

Para cada espirro um ai
Parece que vai morrer
E se então à cama cai
Nem uma mão quer erguer

Pede comida na boquinha
Porque está muito doente
E se tem uma febrezinha
Julga estar incandescente

É não ligar e só rir
Que tudo irá passar
Queria ver homem parir
E depois amamentar




Rápidas melhoras.




Luísa said...

Boa, FATYLY!
Somos mulheres e está tudo dito! Resistentes ao vírus, espirramos e tossimos de pé, para poder mimar quem de gripe fica em casa sem nada poder fazer! LEGITIMAMENTE, Jorge! Não seria normal se assim não fosse!

Bjnhs
(atcim! atchim!)

Fernanda said...

Gostei muito dos poemas...homens doentes são mesmo assim....!!!!
Beijos
Fernanda

expressodalinha said...

HOMEM DOENTE, HOMEM PARA SEMPRE.

Luísa said...

Homem doente, não há virus da gripe que aguente!

;-)

MarGGa Duval said...

Segundo meu pai, senhor na casa dos 80 anos, que disse-lhe um dia o médico que, para gripe, se tomar remédio, ela dura um dia, se não tomar, dura o mesmo tempo.
Então, caro amigo, aguenta o tranco que passa logo.
ABraços
MarGGa Duval

Eduardo P.L said...

A casa ficou ótima depois das reformas. A primeira foto, ficaria ótima como perfil do autor do conto policial. Já salvei, por via das dúvidas. Quanto à gripe, dizem que essa é "braba" mesmo! Mas passa!

João Menéres said...

Tosse de cão ?
Se fosse felina seria muito estranho...
Brônquios assanhados ?
É de uma gata especial...

Sabe, Jorge, que não fuma não fica imune a essas coisitas de que tanto se queixa e que lhe permitem estar na boabaiela !

EU NÃO ME REVEJO NOS HOMENS do António Lobo Antunes !
Não sou nada desse tipo !
Quero é que me deixem sossegado !

Quem faz uma postagem destas e diz que está doente e tal e coisas, só pode estar a fazer bluff !
Trate é de se pôr bom e deixe-se de cantigas !
Eu tomei HOJE a vacina anti-gripal !!!

Tenho a impressão de ter visto dois livros juntinhos que me não estranhos. É verdade ?
E os lá de cima. à direita, de lombada azul e ferrros a "ouro" não têm o seu nome e nº de sócio na página de rosto ?

As melhoras sinceras, caro Jorge !
E paciência ( muita ) para a Fernanda.

expressodalinha said...

João: é, os livros não são estranhos. Bom observador.

expressodalinha said...

Eduardo: como vê, vai ser a gripe a responsável pelas cenas finais do policial.

João Menéres said...

E os de cima, também são os que disse ?

A sua TV bloqueou ?
Ainda está com aquela coisa das taxas moderadoras...
RsRsRs...

myra said...

jorge voce com gripe e melhor que sem:)))))e tua casa, e super!!! eu acabo de sair de uma horrivel....vai ficar melhorrrrrrrrrr , calor, cama, e muita agua com limao e mel...
beijosssssssssssssssssss

expressodalinha said...

Isto está a melhorar. Acho que ainda não morro desta.

Eduardo P.L said...

Jorge, pelo menos para isso essa gripe serviu...

expressodalinha said...

Eduardo: receio que "os crimes" fiquem alucinados pela febre :))

Li Ferreira Nhan said...

O gato esta lindo no azul! Ora se esta!
E a casa perfeita, bela, impecável!
Como você esta a reclamar, a lastimar, a choramingar, cheios de aiaiais, mas,
porém continua no computador, e também assitindo a TV, acredito que o mérito todo dessa ordem no lar não é teu. Não mesmo!
...
Ah, melhoras rápidas Jorge
porque haja paciência para aguentar marido "dodói"!
;)

expressodalinha said...

São os maridos CONDOR.

Mena G said...

Gostei dessa parte do romance policial... Melhoras, Jorge!E tenta não passar a gripe à Fernanda porque senão ficas sem quem trate de ti. :)

expressodalinha said...

Ora bem!

Anonymous said...

Querem fazer de ti " O Doente Imaginário"! Mas 26 comentários?! Nem o Mário Soares.
Almoços? Nikles!
Vai tratar-te às Caldas! Um Vega Cicilia antes de sair. Uma aguinha ao chegar e partir Incognito sem gargarejar.
Saúde e muitas mulheres a criticar, porque é sinal de que se preocupam.
Grande ambiente para a escrita. Se me aparecesses à porta com o olhar da foto policiesca, chamava o 112.
O poster é de Nova Oeiras?
Antonião

expressodalinha said...

O poster é de Nova Oeiras em 1961. Salvei-o nos despojos de uma exposição promovida pela CMO. Falamos nas Caldas, com ou sem xarope.

daga said...

peço desculpa pelo atraso :s agora já deves estar bom!! no entanto, caso não estejas desejo as melhoras rápidas! (adoro as fotos!tudo lindo principalmente tu a espreitares...e o gato)
beijo

expressodalinha said...

Graça: vens muito a tempo. Estou à morte :))