2.4.13

MEDO DO CORREIO

Os correios continuam a cumprir uma função social indispensável. Longe, porém, vão os tempos em que os correios transportavam mensagens de amor, de tristeza, de paixão ou de morte. Em que eram a ligação entre distâncias. Esperava-se uma semana por uma carta que nos daria novidades. Hoje é só facturas e impostos. Até tenho medo de ir à minha caixa postal. Tremo só de pensar quantas mais despesas estarão acumuladas naquele orifício fiscal. Com excepção de algumas simpáticas encomendas que os amigos ainda me vão mandando, o resto vai tudo a défice orçamental.

6 comments:

Fatyly said...

é mesmo...já para não falar da maldita publicidade cujos distribuidores por vezes não respeitam o autocolante que tem de não porem nada.
... e ontem entreguei o meu IRS...E SINTO-ME-ME ROUBADAAAAAAAAAA!!!!

daga said...

tudo porque as novas tecnologias substituíram grande parte da comunicação que tinha de ser efectuada por correio. assim, tens e-mails ou sms de amor, de tristeza, de paixão, tens blogs para debater questões quotidianas ou filosóficas e facebook para angariar novas amizades e admiradores ;) o correio tradicional ficou com as facturas e outras coisas menos agradáveis...

myra said...

sim e a porcaria das publicidades que aqui sao tremendas....linda foto

Eduardo P.L. said...

"ORICÍO FISCAL" é antológico. Bravo, Jorfe!

expressodalinha said...

Saiu-me bem :))

João Menéres said...

Mas há outros que são piores do que os fiscais !...

LOL