25.6.13

ASSÍRIOS - MUSEU PERGAMON




9 comments:

Silvares said...

Voltando à questão do roubo como solução para a preservação das obras de arte; e se o país original das peças reclamar o regresso das obras? Que fazer?

João Menéres said...

Muito bom, Jorge !

expressodalinha said...

Rui: não sei se foi sacado ou comprado. Se foi roubado pode ser um conflito com o Irão, porque Assírios já não há.

Eduardo P.L. said...

Roubada ou comprada, esta em ótimas mãos. É a maior obra em sala de museu no mundo.

Paulo said...

Ainda bem que já não estão nas mãos de fundamentalistas, talibans e quejandos. Senão, podiam já ter tido o mesmo destino dos Budas do Afeganistão.

Anonymous said...

E pelos vistos está muito bem conservado. Visitei o museu na primeira metada dos anos 80, num domingo solarengo quando ainda havia muro e Berlim leste. A fronteira era abordada por metro em Alexanderplatz.

expressodalinha said...

Gostava muito de ter ido nessa altura para ter a noção do contraste.

Anonymous said...

Jorge, imagino que hoje tudo é muito diferente. Berlim leste ao fim de semana era silenciosa. Aliás, não era bem assim, porque de vez em quando um Trabant rasgava o silêncio. Do lado oeste era uma algazarra. Pessoas por todo o lado. Havia até um ambiente decadente. Estranho.

Fernando

expressodalinha said...

Acredito. Um ambiente de espiões e morte. Filmes que nunca vivi.