14.8.13

BERLIM - OS MUSEUS

Vimos excelente arte no mês de Junho. Em Lisboa foi a Exposição de Joana Vasconcelos na Ajuda. Em Berlim foi uma orgia, um gangbang total. As salas são brutais. Podem-se tirar fotos sem flash. Um luxo. Vimos a Neue Nationalgalerie, o Hamburguer Banhof e a Boros Sammlung. Faltou o Museum Berggruem e a Sammlung Sghat-Gersten (in Charlottenburg). O expressionismo, o cubismio o surrealismo, os movimento Cobra e Spru, Vasarely e Kandinsky. Paul Klee, Max Ernst, o movimento Bauhaus, tudo está lá. Esta primeira vez fomos só tirar as medidas. Da próxima vamos já a saber falar alemão e ficamos duas semanas, para despachar o resto

5 comments:

João Menéres said...

Bem pensado, Jorge !
Aproveite enquanto é novo !

João Menéres said...

A Exposição da Joana Vasconcelos já bateu todos os recordes de visitantes das exposições em Portugal !!!

Eduardo P.L. said...

A Exposição da Joana é uma maravilha. Obras e o conceito d como foram expostas.
Quanto a Berlim o Jorge tem razão, é preciso muitas visitas e se possível entendendo alemão. Este ultimo tem, no meu caso absolutamente impossível.

Silvares said...

:-)
A arte não é uma linguagem universal? Talvez não tanto quanto gostaríamos...

Li Ferreira Nhan said...

Esta sua última série ficou anotada como indicação para uma próxima; gostei muito o museu é bom!
Em junho e julho vi a Joana Vasconcelos em Lisboa e na Bienal de Veneza. E os outros e mais outros tantos em museus na Europa. Para a arte a língua não importa é como o Rui disse. Já para a comida aí a coisa pega.
Viagens assim é preciso tempo, um mês no mínimo. Mas é um prazer como poucos!