4.10.13

POLÍTICA EDITORIAL

Durante mais de seis anos mantive este blogue com uma assiduidade quase diária e, muitas vezes, até com mais de um post por dia. O blogue é para mim uma forma de conversar e, ao mesmo tempo, de estar comigo mesmo na reflexão do mundo que por mim passa. Acima de tudo escrevo ou fotografo para mim e quem quiser fazer o favor de ler/ver é bem vindo. Acontece, porém, que sendo o blogue um media, somos tentados a ter uma produção constante, para termos leitores interessados e fidelizados. A verdade é gostamos de os ter. No fundo adoramos ser lidos. Só que, de acordo com as estatísticas, os leitores têm vindo a diminuir a olhos vistos. Durante o ano passado, o número de visitas por mês baixou mais de 50% e o número de visitas diárias, que já andou pelas 400, está agora em 80 ou 90. Não me queixo. Acho absolutamente normal com o aparecimento de uma concorrência cada vez mais forte, mais blogues, mais redes sociais, mais twitter. Absolutamente normal. Só que sinto algum cansaço. Já não tenho pachorra para andar a visitar muitos blogues para obter retribuições. E nem sempre tenho imaginação para coisas originais. Manter um blogue só por que sim, meter coisas banais sacadas da net só para dizer que estamos vivos, parece um exercício de estultícia egocêntrica sem criar qualquer valor acrescentado. Por isso vou entrar noutro modelo. A partir de hoje só faço posts quando achar que quero ou preciso e não para apenas "encher chouriços". Já no FB estarei mais activo na lógica do vale tudo. Até já.

11 comments:

João Menéres said...

Vou sentir muito a sua falta nos dias de ausência, Jorge !
FB não vai muito comigo.

Um abraço e ATÉ JÁ !

myra said...

eu penso como voce mas sinto necessidade de fazer algo aqui...mesmo se ja e routine, assim tenho algo a mais para nao me sentir tao so...gosto de receber comentarios pqe deste geito penso que meus amigos se lembram de mim...

Paulo said...

O problema é que se um blog não é alimentado muito regularmente, rapidamente cai no esquecimento e não nos lembramos mais de lá ir. Não somos notificados (como no FB) que algo de novo foi postado.
Como a vida, tudo tem um princípio, meio e fim. Não vale a pena prolongá-la penosamente lá porque gostamos de viver.É melhor arriscar e passar para outra.

Jorge Pinheiro said...

Paulo: concordo inteiramente, até talvez seja apenas um desabafo de insónia e pode ser que mantenha uma certa periodicidade porque tenho o "bichinho" do blogue. Não posso é continuar a sentir que tenho a obrigação diária. O decréscimo de visitas fala por si. Sei que os poucos que cá andam são bons. Provavelmente os únicos que me vão seguindo com interesse. Os outros passarão fugidios. .Por isso se for de 3 em 3 dias não será grande problema e estarei, espero, mais inspirado.

Eduardo P.L. said...

Jorge,

por mero acaso, e não por outra razão, HOJE há poucos minutos atrás agradeci o comentários seus, do João e da Myra, os únicos três a fazerem diariamente lá no Varal. Quem diria!!! Quanto ao decréscimo vertiginoso e constante do número de visitas é um fenômeno geral. Não porque tenha aumentado número de blogs, mas porque outras ferramentas mais simples, leves, e ligeiras absorveu nossos leitores. E nadar contra a maré não leva a lugar nenhum. Como você tenho sofrido a angustia de não deixar morrer o blog, mas passou a ser uma obrigação inútil. Não sei até quando vou continuar teimando. E no meu caso ainda alimento três ou quatro regularmente. Um dia paro e pronto. Ninguém vai perceber. Muito menos sentir falta. O meu amigo e inspirador Jacinto Gomes fez isso várias vezes. Um certo dia encerrava o blog sem nenhuma explicação. Como fazem os corações quando deixam de bater. Param, e pronto.

daga said...

pronto, lá tenho eu que ir mais vezes ao FB :p cansas a minha beleza ;)
mas compreendo mt bem!!
beijo

Jorge Pinheiro said...

Vamos ver como corre a nova fase.

Eduardo P.L. said...

Basta a gente não ter a OBRIGAÇÃO que vem a vontade. É humano. Não se preocupe!

Fatyly said...

Visito sem nunca cobrar visitas. Ponho algo no meu sempre e só quando me apetece e não ando no Facebook e outros.
Mas compreendo e aceito a tua opinião/cansaço e ou forma de estar, porque quase tudo é mérito teu, como fotos e textos.

Força...tudo tem o seu tempo e os tempos de agora já vão muito além dos TGVs hehehe

Mauro M said...

Mudam os tempos, mudam as midias . Nossos blogs viraram quase um diário íntimo.

Jorge Pinheiro said...

É isso mesmo. E já não é mau.