6.3.14

PRIMAVERA?

Andamos aborrecidos com um Inverno insuportável. Chuva imparável, frio húmido e ondas alterosas. A Europa foi cercada por uma baixa pressão tempestuosa com epicentro por todos os lados. O desemprego, a baixa de salários, a perda de regalias sociais e o aumento brutal de impostos são lugares-comuns do nosso quotidiano. Agora são as ameaças de uma nova guerra a leste que nos tira o sono. A minha geração julgava que tudo ia correr bem. Habituou-se a a ver o nível económico sucessivamente melhorado. Vivia-se bem. Com segurança. As guerras eram miragens distantes que aconteciam em continentes atrasados. De repente tudo fica escuro e o futuro parece desanimador. Sou um optimista moderado, por isso deixo esta esperança de Primavera, nas flores do abrunheiro que irrompe pela janela do meu escritório. Estarei a ficar romântico?

10 comments:

myra said...

o futuro e muito desanimador...com tudo que esta passando...tristeza...

Eduardo P.L. said...

Ou é um pessimista contido?

Paulo said...

Pessoalmente, e talvez traumatizado por uma infância e adolescência demasiado atentas à guerra fria, nunca fui na cantiga do "...e viveram felizes para sempre". Também nunca acreditei no "fim da história" apregoado depois da queda do muro de Berlim. O conflito está profundamente integrado na natureza humana e é inevitável, mais cedo ou mais tarde. Felizmente que hoje amanheceu um dia de sol.

Jorge Pinheiro said...

Podes crer...

Jorge Pinheiro said...

UM PESSIMISTA... CONTUDO

Li Ferreira Nhan said...

Há que se conservar o romantismo. E o bom humor também. :) Faz muito bem a saúde!

As flores estão maravilhosas!

Jorge Pinheiro said...

Sem dúvida.

daga said...

fica romântico, fica...vá lá...

Fatyly said...

Perdemos tud ou qause tudo e o futuro não sabemos porque a história é pautada pelo "renascer das cinzas" e o que importa é mantermo-nos "com o gargalo de fora" e sobretudo o povo deverá aprender um pouco mais sobre "os jogos de cintura dos partidos políticos" e lutar...mas não precisa de destruir o património pago por todos nós...e a prova está na manifestação de ontem.

A foto é um aconchego!

Jorge Pinheiro said...

Concordo.