14.7.16

OLIVENÇA - A GUERRA DAS LARANJAS

Em 1801 Portugal entrou em guerra com França e Espanha. Uma guerra que se insere na Guerra da Segunda Coligação, era já a França revolucionária e em breve teríamos a Guerra Peninsular, com as Invasões Napoleónicas. A Guerra das Laranjas foi de curta duração. Os espanhóis invadiram Portugal a 20 de Maio de 1801 e a 6 de Junho a guerra estava acabada. Entraram por Trás-os-Montes, Alentejo e Algarve. Por cima das muralhas de Elvas diz-se que a população atirava com tudo o que tinha contra as tropas de Espanha, inclusivamente laranjas. Perdemos Olivença, do lado de lá do Guadiana, terra que era nossa desde o século XIII. Em compensação, no Brasil conquistámos território aos espanhóis, permitindo alargar as fronteiras do Rio Grande do Sul até aos dias de hoje. A paz foi celebrada pelo Tratado de Badajoz, deixando Olivença na mão de Espanha. Mas depois, quando Napoleão é finalmente derrotado, quer o Tratado de Paris (1814), quer depois o Congresso de Viena (1815), devolvem Olivença a Portugal. A Espanha, porém, nunca cumpriu o que ratificou. Olivença é hoje território português sob ocupação. Aguarda-se a sua devolução. 

5 comments:

Eduardo P.L. said...

Um pouco mais da colossal história!

Li Ferreira Nhan said...

Oxalá todas as guerras fossem com laranjas, melancias, cocos, jacas, abóboras, peixes... disputariam só os pomares, hortas, caça e a pesca... As Ilhas Falkland, Gibraltar, Olivença talvez teriam uma situaçao definida.        

Jorge Pinheiro said...

Li: em relatórios oficiais é Espanha e o Território de Olivença.

João Menéres said...

A Catarina Martins vai tratar desse dossier e avançar com as suas armas...

Jorge Pinheiro said...

Mas sem referendo.