29.11.17

NAMORAR

Namorar parece uma coisa simples, mas não é. À medida que a idade avança começam muitos problemas. São elas que estão traumatizadas, eles que têm pressa a mais, a conversa que fica sem nexo, o jantar que fica frio. E, no entanto, aos 60 anos todos precisamos uns dos outros. Lembro que quando era jovem tinha vergonha de me declarar. Hoje não tenho nenhuma vergonha. O resultado é o mesmo. A empatia do amor não vem da desesperança que sentimos pela vida. O amor é a esperança que temos pela vida. Serei sempre um romântico disfarçado de homem. Um homem desorientado perdido de amores e carente de afectos. A vida acaba e ficamos sem saber o que foi tudo isto. Uma breve incursão sobre o tempo? Um reduzido espaço para criar descendência? Um amor fugaz para distrair a morte? Uma morte súbita sem charme nem dor?

23 comments:

Anonymous said...


Se não nos enamorarmos de nós mesmos não nos enamoraremos de ninguém. Quem nos quererá namorar sabendo que só olhamos o passado, a ele estamos presos e dele temos saudade. O que passou, passou, bom ou menos bom. Faz parte da nossa história e não devemos apagá-la. Devemos guardá-la como quem guarda um brinquedo de infância. Com carinho. Com ternura. E só. O que fazemos quando a última brasa da lareira se apaga? Tratamos de lá colocar uma outra, novinha e pronta para nos dar calor novamente.

Há que se abrir as janelas e vislumbrar novos horizontes ...


Ah ... e ainda, quem nos quererá namorar sabendo que somos uns chatos e desesperançados?

Ninguém ....

A não ser outro chato .... lol

Eduardo P.L. said...

Jorge, meu comentário é EXATAMENTE o desse sábio ou sábia ANÔNIMO acima.
Seu texto é o retrato de sua alma.
É preciso abrir a sua janela, e colocar lenha em sua lareira. Antes, porém, olhar no espelho e voltar a se gostar. Depois gostarão de você. O primeiro passo já foi dado.( Comunicação aeronáutica). Cambio.

Jorge Pinheiro said...

Uhmmm... Concordo com os comentários. Acho que também não fui totalmente entendido. É que eu estou a abrir as janelas, até demais.

MPRAC said...

Abrir janelas é bom. Areja. Namorar tb é bom. Exercita o músculo cardíaco. De vez em quando é inevitável uma constipação ou outra por causa das correntes de ar. :-)

Maria

Eduardo P.L. said...

Jorge, precisa ao abrir as janelas olhar para o futuro e não ficar procurando o passado no horizonte... Foi isso que dissemos acima.

Jorge Pinheiro said...

Claro, mensagem percebida. Obrigado.

Fatyly said...

e excessivo abrir das janelas como referes não estarás a enganar-te a ti próprio numa forma de vingança? Cuidado e finca bem os pés na terra e deixa o mundo rolar e olha por ti amigo.

Anonymous said...




Abri todas as janelas
P´ra ver meu amor passar
Espalhei flores - as mais belas
Para o seu caminho perfumar

E o meu amor passou
Como se uma valsa dançasse
Sorriu, deslizou e rodopiou
Sem que em mim sequer reparasse

Das flores levou-lhes o perfume
O meu amor não me notou
Delas senti inveja e ciúme
E minha lágrima se soltou


À alma as janelas abrirei
Com cortinas do passado corridas
Meu grande amor alcançarei
E ele me terá sem mágoas, sem feridas.



lol


Jorge Pinheiro said...

Muito bem. Belo poema.

João Menéres said...

Já regressei da viagem, Jorge.
Deixo um abraço fresquinho.

Jorge Pinheiro said...

Boa. Abraço também.

Li Ferreira Nhan said...

Namorar, se bem me lembro,era muito bom.
Uma das coisas mais gostosas do namoro, como já disseram, é o tal exercício do músculo cardíaco.
Há outras, mas já faz tanto tempo...

Que ótimo que você esta de volta Jorge!

Fatyly said...

Jorge

Venho desejar que tenhas uma consoada com os teus em que a alegria dos pequenos preenchem as farpas da vida. Força rapaz e melhores dias virão.

Beijos sinceros

Jorge Pinheiro said...

Obrigado. Igualmente.

Eduardo P.L. said...

Jorge, desejo um Bom Natal e um Ano Novo repleto de tudo que faltou em 2017. Forte abraço.

Jorge Pinheiro said...

O ano novo vai estar cheio de surpresas... Um grande ano para todos aí. Abraço.

João Menéres said...

O EXPRESSO DA LINHA descarrilhou, Jorge ?
Mas volta em Janeiro, não volta ?

Abraço.

Elvira Carvalho said...

Namorar é das coisas melhores da vida tenhamos nós 20, 40, 60 ou 80.
Aproveito para lhe desejar um feliz ano novo. De 1 de Janeiro a 31 de Dezembro, que sejam 365 dias de saúde alegria paz e amor.
Abraço amigo

Jorge Pinheiro said...

Obrigado e igualmente.

PSICANALISTA said...

Exacto Jorge Pinheiro.
Abriu as janelas,mas fechou a porta do meu comentário !
Telepatia?

Tenha um excelente domingo.

Eduardo P.L. said...

Jorge, chega de NAMORAR. Vamos voltar a conversar...srsrs

Jorge Pinheiro said...

O namoro continua. Logo falamos.

João Menéres said...

Está a chegar a Primavera, Jorge, e com ela as andorinhas...