24.4.11

JESUS CRISTO

- "Mas, afinal, que disseste tu sobre o Templo à multidão que estava na praça do mercado? - perguntou Pilatos.
- "Disse que o Templo da antiga fé cairia e que se ergueria um novo templo de verdade. Disse-o nestas palavras para que fosse mais fácil de compreender" - respondeu Jesus.
- "Mas porque perturbaste o povo na praça, falando-lhe da verdade sobre a qual não tens a menor ideia? Que é a verdade?" - e o procurador pensava "Oh, deuses! Estou a fazer perguntas sobre coisas que não têm nada a ver com o julgamento... o meu cérebro está louco... Dêem veneno..."
E uma vez mais ouviu a voz:
- "A verdade é que a cabeça te dói e te dói tanto que te entregas cobardemente a pensamentos de morte. Não só falar comigo é mais do que podes suportar como te é ainda mais difícil olhares-me. E neste momento sou eu, involuntariamente, o teu carrasco. Nem sequer consegues pensar e só anseias por estar com o teu cão que é, evidentemente, a única criatura por quem tens amizade. Mas, o teu sofrimento terminará em breve, a tua dor de cabeça passará"

Excertos de "Margarita e o Mestre", de Mikhail Bulgakov

4 comments:

Selena Sartorelo said...

Olá Jorge,

Você leu esse livro? O que achou?

Feliz Páscoa.

Beijos

daga said...

Também gostava muito de o ler! Se o tiveres, empresta-me :)
beijo

expressodalinha said...

Selena: já li este livro umas 10 vezes. Fantástico.

expressodalinha said...

Graça: claro que empresto. Passa cá por casa. Beijos.