19.5.11

ELEIÇÕES À PORTA - VII - ENTREVISTA AO CONSULTOR PANASCA FERREIRA

                                              Expresso: Que dizer deste pedido de ajuda financeira?
Panasca Ferreira: Foi pouco, muito pouco... 78 mil milhões de euros?! Francamente! Quase não dá para jantar fora e ir ao cinema. Vai ser tudo para juros. Não sobra nada. E as férias? A praia? Os carros de luxo? As mulheres? Os barcos? Enfim., todos esses pequenos nadas?... E, pior, os alemães querem que a gente trabalhe. Que falta de cultura!!!
Expresso: Mas, Doutor Panasca, não temos de poupar, de apertar o cinto? Enfim, sempre há uma crise...
Panasca Ferreira: Nunca! Não há crise alguma. Isto é uma inventona dos agiotas, da CIA, do G20, da Conferência de Davos... Devíamos ter pedido 300/400 mil milhões. Sempre dava para uns 4 ou cinco anos. Assim, nem para seis meses. Sabe, é a pedir que se vêem os bons governantes. Quem pede pouco, pouco alcança. E contra esta cabala internacional, só dá pedir muito. Só se tivermos enormes dívidas é que nos podemos endividar a sério. Agora, francamente, 78 mil milhões?!

5 comments:

Eduardo P.L said...

Acho, modestamente, que o Panacas tem razão!

Mar de Bem said...

Acho que o Eduardo está cheio de razão!!!
Beijos, Eduardo e Jorge, da ilha do Faial, a meio do Atlântico Norte...

Mar de Bem said...

Jorge, este teu boneco é recente? Tá divertidíssimo!!! Beijos

Li Ferreira Nhan said...

Ele é o máximo!!!
Adorei!

expressodalinha said...

Mar: viva. Este boneco já é antigo. Tem uns 30 anos!!!