4.9.11

AÇORES - S. MIGUEL - LAGOA DAS SETE CIDADES

A caldeira foi formada por colapsos sucessivos de dois relevos que a circundam e tem um diâmetro de 400 metros. A lagoa das Sete Cidades constitui o maior reservatório natural de água doce de superfície dos Açores, ocupando uma área de 4 quilómetros quadrados, com uma profundidade de 33 metros. Caracteriza-se pela dupla coloração das suas águas, sendo dividida por um canal pouco profundo, atravessado por uma ponte baixa que separa de um lado um espelho de águas de tom verde e, do outro, um espelho de tom azul.
Fotografia de João Pinheiro

2 comments:

zamotanaiv said...

A história do verde parece que tem que vêr com as manias dos adubos.
Ali a terra é tão fertil que não precisa de adubo e chove tanto que não precisa de rega mas, os agricultores são impingidos a usar adubo que escorre todo para a lagoa criando uma enorme profusão de algas comedoras de adubo...

expressodalinha said...

Tomás: julgo que esse problema é na Lagoa das Furnas e não nesta. Julgo...