19.9.11

DIA A DIA - OUTUBRO


Há no ar uma azáfama de início de aulas e de livros escolares. Uma estranha nostalgia feita de sombras que se alongam nas tardes crepusculares. O Verão arrasta-se na hesitação da partida. O tempo muda na incerteza da estação. Hoje calor, amanhã fresco. Um vento agreste, um sol insuportável. A constipação acumula sinusite nos espirros contidos da gripe anunciada. Os casacos saem dos armários na esperança de agasalhar. As moscas hesitam em morrer. As folhas espreitam a vertigem da queda. Na praia as gaivotas reconquistam o areal. A natureza anuncia a hibernação. Há uma indecisão em nós. Uma angústia de última estação.

8 comments:

João Menéres said...

E sobre a azáfama das formigas, nada diz ?

Silvares said...

Para mim é o regresso ao trabalho, motivo de alguma excitação, quase diria: felicidade!

Li Ferreira Nhan said...

E por aqui a natureza manifesta-se com os rebentos tesudos nas plantas, um cheiro de cio que enlouqueçe os animais, as moscas que aumentam dia a dia.
Os casacos voltam ao armário dando lugar aos pés, as coxas e aos seios a mostra, nas ruas, ávidos não só pelo sol.
A estação da reprodução, do sexo, do suor e da cerveja esta chegando.
Muito bem vinda, diga-se de passagem.
Quase uma felicidade!

Malu said...

As transições das estações são realmente misteriosas e causam em nós as mais variadas e inexplicáveis sensações.
Muito bela sua escrita.
Abraços

Luísa said...
This comment has been removed by the author.
Luísa said...

As manhãs são a frescura do hall de entrada do Outono!
E as noites, o chamamento ao aconchego no lar...apetecível!!!
Entretanto, entreteem-se as pessoas nas correrias aos cadernos, às flautas de Bisel, aos troleys da Hello Kitty (estão na moda, mesmo que não sejam o melhor para a criançada), e às inscrições na aulas de natação...
Tudo pre-formatado! E, fazer a diferença no Outono, é ser formiga...

Beijinhos minhotos, com cheiro a vindimas, a desfolhadas e demais colheitas de despedida do verão!

João Menéres said...

LUÍSA

E por falares em aulas de natação :
E às de ballet, de guitarra, de judo e outras actividades menos "cultas", como o futebol ( tenho um neto que pratica no Boavista, na equipa do Milan : é um franchising ! ).

Formiguinhas, sempre formiguinhas ...

daga said...

vês, não lhe perdeste o jeito (à escrita ;) apesar da idade "avançada" ;) "As moscas hesitam em morrer" - lindo - para descrever uma realidade tão nojenta!
beijos