5.2.12

CURIOSIDADES - A CADEIRA

Na Idade Média, para se sentarem, as pessoas usavam bancos simples - bancs, em francês. Daí vem o termo "banquete". As cadeiras eram raras até ao séc. XVII. O termo inglês chair, remonta a 1300. As cadeiras não eram concebidas para ser confortáveis, mas para transmitir autoridade. Ainda hoje o termo inglês para dirigir uma reunião é chair. O presidente de uma empresa ou de um conselho de administração é chairman.

20 comments:

João Menéres said...

Nunca tive uma cadeira assim...

myra said...

nem eu, e nem quero:)))

Eduardo P.L said...

Tudo a ver com a Série Cadeiras do VARAL

byTONHO said...



Muito Chair.mosa!

:o)

daga said...

muito interessante!! nunca me tinha lembrado de fazer a ligação, de me questionar por que chamavam chairman ao administrador... (estupidez a minha!)

Silvares said...

Ainda temos os gajos que se sentam nos cadeirões...

expressodalinha said...

E os tronos...

Anonymous said...

Há cadeiras bonitas, é verdade. Há tronos sumptuosos, dourados ou cobertos de veludos caros. Outras há, verdadeiras obras de arte, feitas em madeiras nobres, deixando florestas mais pobres e despidas. Mas, para quê cadeiras, se posso sentar-me na areia, à beira-mar, a escutar a música das ondas?

Luísa said...

Senhor, nunca tiveste uma cadeira assim, mas muitas vezes foste chairman...
Em congressos, eu sou muitas vezes!
Beijinhos mil,Chairman do expresso da linha!

expressodalinha said...

Sentar na cadeira é sinal de poder.

Anonymous said...

... e há gajos que ficam sentados nos cadeirões por anos e anos ...conhecemos um que ficou perto de 50 anos e o cadeirão foi aquecendo, aquecendo, aquecendo ... virou caldeirão e PUM ...

céus! com que rapidez escrevi isto, nem aqueci o assento ...

Li Ferreira Nhan said...

"banquete", "chairman"; vivendo e aprendendo!
Mas onde me sinto mais confortável é sentada solitária na privada.

Luísa said...

...e o poder pode ser exercido com democracia e sabiamente partilhado.Não mep arece que enha sempre uma conotação negra...
!!!

Anonymous said...

Acabei de ler que, há sessenta anos atrás, Elizabeth 2ª sentava, pela primeira vez, seu real fiofó no trono do Reino Unido ...

Já deve ter calo ... enfim ...

Anonymous said...

Não me digas que também andas a ler o "At Home" do Bryson?
Ortega

zamotanaiv said...

Muita coisa desapareceu da Europa com a queda do império Romano. A cadeira foi uma delas. Por exemplo a polaina, ferramenta para trabalhar a madeira, só voltou a aparecer no renascimento.
As casas ricas da idade média, apenas tinham um estrado onde dormia toda a gente, bancos e uns cavaletes que com umas tábuas se fazia uma mesa.
A arca era o móvel de excelência. Os nobres viajavam muito de castelo em castelo, provocando e fugindo de escaramuças e a arca andava sempre a traz. Foi evoluindo até se transformar em cómoda.

expressodalinha said...

Paulo: ah pois ando.

expressodalinha said...

Tomás: sem dúvida. As crises graves geram retrocessos enormes. O baú... tb estava para contar essa.

expressodalinha said...

Li: vou investigar o "privado".

Li Ferreira Nhan said...

:)