26.4.12

CRÓNICAS DO HOSPITAL - DOS TRAQUES E SEUS DERIVADOS

Dar traques é uma actividade essencial para a saúde. Um traque entalado pode dilatar os intestinos, provocar dor de cabeça, comprimir o diafragma. Pode mesmo despoletar um ataque cardíaco. O traque tem de ser eliminado, custe o que custar. Mas, nem sempre é fácil. Há traques renitentes que se acobertam nos entrefolhos do bandulho. Traques escorregadios que ora sobem, ora descem. Traques cobardes que se recusam a ver a luz do dia. Uns requerem força. Outros, apenas jeito. Dar traques é, socialmente, uma arte. A discrição sem ruído. O alívio sem cheiro. Depois de uma operação "às partes", traquejar exige dificuldade acrescida e cuidados redobrados. Não se pode rebentar com a operação. Não podemos contrair o abdómen. Tem de ser suave. O pior é que sem um pequeno esforço não é possível desalojá-los. E, assim, passamos  o dia a engendrar técnicas. De cócoras? De pernas para o ar? De lado? Os tubos continuam a atrapalhar. Às tantas ainda me sai pela boca! Finalmente um estrépido de felicidade. Uma sonoridade rotunda próxima de um dó maior de sétima aumentada. A cor era definitivamente amarela. Um tempo arrastado, talvez dois compassos ternários e uma semínima abreviada em "staccato" final. Mas os traques são uma função continua. Uma prova de vida. Uma força da natureza. Sei que em breve terei nova batalha com novo traque. Uma batalha privada, porque aqui ninguém ajuda. Ninguém pode dar um peido por nós!

25 comments:

Mena G said...

Uma sinfonia!!! Trabalho solitário, esse de a criar. :)))

João Menéres said...

E alguns é tão bom dar !...

Fiquei a matutar nessa hipótese ! ( > Às tantas ainda me sai pela boca! <...

Está doutor nessa matéria, pelo que me é dado ler !

Anonymous said...

Por um triz, ao entrar aqui, vendo a sua foto de costas, achei que vc ia mostrar mais do que as costas hohohohoho, como fez Eduardo uma vez (brincadeirinha).
Abraço e estimas melhoras
madoka

Anonymous said...

Isso são modos? Onde já se viu um Maquinista de vestido? Tenha tento, seu depravado.

eh eh eh eh eh

byTONHO said...



Pum! Pum! Pum!
Pummmmmmmmmmm!

Ânus em festa!

:o)

peri s.c. said...

Traquear : uma arte !

Anonymous said...

Lamento não poder ajudar-te quanto a essa compreensível necessidade de convalescente. Mas lá que é um prazer "ouvir-te" de novo é um facto.
Queep on floating
Antoniao

Anonymous said...

Que pivete é este?

(apertando o nariz que o cheirete está insuportável e o ar irrespirável, isto para não falar do estrondo que quase me perfurou um tímpano)

myra said...

hahahahaha! coitados dos que tiveram que ter alguma operaçao, sim, Jorge, é assim...horrivel!!!

Fatyly said...

Moda Ana Salazar ou Fátima Lopes?:)
Olhavas para a televisão para dar vazão à sinfonia ou para os sacos (ui tenho que dar outro nome já que em brasileiro é besteira, mas agora não me ocorre)? O melhor texto humorístico que já li sobre o famoso "traque" que como dizia a minha avó...rabinho mal educado deixa o dono envergonhado.

Disso não tenhas dúvida se não saí por baixo sairá por cima e um arroto é o quê?

Fogooooooooo custa mesmo amigo e então após ter um filho, atropeladas e
com pontos tipo bordado ponto cruz o peido vê-se à rasca em sair como a dizer: prenderam-me numa teia, é?

Já imprimi, como imprimi todos os do 25 de Abril para dar à minha mãe que nos seus 82 anos devora livros e tudo que lhe levo daqui e de outros.

Acordei bem disposta mas agora rio à gargalhada!

Maria de Fátima said...

adoro este modo elegante de dizer ainda que dizendo de peidos e seus modos fazendo

João Menéres said...

A mudança de cor no fundo do EXPRESSO foi ocasionada por algum traque aprisionado ?

LOL

Eduardo P.L said...

Jorge,

a Madoka tem razão, ao chegar aqui no Expresso "sanguinolento " ( cor de rosa !!! )e com cabeçalho NOVO, que explica o seu RETRATO NO VARAL, que esta muito mais abstrato, e ainda ninguém viu, me deparo com sua foto de costas, que me fez lembrar a minha de bunda de fora! Um horror! Houve comoção na blogosfera. "O Eduardo esta louco"!!!A autora da frase nunca mais apareceu. Talvez ela estivesse certa! Mas seu texto é muito mais despudorado que a imagem que chocou meio mundo! A Madoka lembra disso! E nem por isso criou nenhum "pânico" !!!!

expressodalinha said...

Eduardo: uma imagem vale mais que mil palavras :))

expressodalinha said...

João: isto está ficar escatológico!

João Menéres said...

Fim do Mundo ?
-Nem pensar !

Há sempre PONTOS DE FUGA !

Anonymous said...

Se entra aqui um guarda ambiental, estás tramado pá ... a pena é pesada, sabias?

expressodalinha said...

Escatológico tb pode querer dizer "de merda". Era nesse sentido que estava a usar :))

Eduardo P.L said...

Jorge,

e por falar em merda, e mudando um pouco de "moita", até quando teremos que "carregar" o Virtual / Real sozinhos? Hoje é sexta feira e ninguém desafiou ninguém, que eu saiba! Até quando teremos que pajear esse povo? Depois reclamam que acabamos com a Tertúlia e outras brincadeiras!... ( Desabafo )

expressodalinha said...

Pois... Eu hoje nem morto! Não seria a vez do João? Temos de fazer uma lista, ou então é qd calha...

Eduardo P.L said...

Jorge,

não deveria haver uma ordem predeterminada, desde que houvesse interesse e gente desafiando seus conhecidos! Mas nada... E eu cansei de fazer convocações e publicidade! Agora em diante, façam o que quiserem.Estarei lendo e "repostando" no blog VRTUAL / REAL.

expressodalinha said...

Não posso estar mais de acordo. A iniciativa está no ar. Quem quiser...

Claire said...

Uma bufa é uma brisa que desliza pela fralda da camisa e um peido é ar comprimido que sai pelo cu e faz ruído.

expressodalinha said...

Já não ouvia essa há que anos.

Helena Oneto said...

Jorge,

Ri, ri, e ainda riu com gosto!
Este post é o maximo:)!