16.1.13

FESTA DE ANOS

Passei o Domingo à tarde numa festa de anos para crianças. Nada é como no meu tempo. Agora há salas próprias, tipo ginásio, com jogos de todo o género, bolas, balizas, redes de volleyball, pijama parties, video games, karaoke, monitores especializados em permanente animação. Os pais ficam sentadinhos a comer rissóis e a bebericar coca-cola, enquanto os putos se empanzinam de batatas fritas e gomas coloridas. Um ou outro acaba a vomitar e sobram imensas sandes mistas. Acabei por reinar imenso. Há muito tempo que não estava tão folgazão. Joguei ping-pong, coisa que não fazia há décadas, e ainda dei uns pontapés na bola. Resultado: a tendinite no ombro direito ficou para morrer e a sétima lombar voltou a inflamar. 

10 comments:

conceiçao Duarte said...

ahahahahahahaha o que é que não fazemos pelas crianças... só que nessa época da vida quando elas chegam, estamos mais prá barro do que pra tijolo! kakakak Eu também com minhas netas, me sinto feliz, de alma nova, mas de corpo velho!

E lá vamos nós!
Adoro seu comentários!
E tudo na vida da trabalho hahahahaha

beijos e saudades

CON

João Menéres said...

Vou falar sério ( como é ± meu costume, aliás ).

Começopor lhe desejar as melhoras, Jorge.
Talvez umas massagens por quem as saiba dar...

Claro...Antigamente os pais que festejavam os aniversários dos filhos habitavam casas grandes e com jardim. Em Leça, sempre tive as minhas festas de aniversário. Na altura, também era normal o nº de crianças ser limitado. Agora, são 30 ou mais, não é ?
Na área do Grande Porto, não faltam essas organizações que dispôem de óptimas instalações
( podem recepcionar 3 ou mais festas em
simultâneo ). E é hábito, só ficar um adulto ( o pai ou a mãe da criança que festeja ). Estão lá as babby-sister para de tudo cuidarem. Muito eficientes, diga-se. E muito cómodo para quem vive em apartamentos, quer para quem disponha de uma moradia com jardim.
À hora estipulada para o fim da festa, é só ir repescar as crianças...
E, ponto final. Mais uma festa, com a algazarra própria destas coisas, chegou ao seu termo...

Li Ferreira Nhan said...

Acabou por reinar imenso? Estava tão folgazão?
...
Humm...
Acho reinaste como rei da Espanha; só faltou cai um tombo!
rsrsrsrsrs...
;)

Li Ferreira Nhan said...

* cair

Maria de Fátima said...

adorei esse teu sentido prático: "e sobram imensas sandes mistas."

João Menéres said...

O FREDERICO o que lhe é ?

Para prevenir, aqui ficam os parabéns um tanto tardios.

expressodalinha said...

É o neto mais velho da Fernanda. Tem 10 anos.

João Menéres said...

Bem me parecia que o nome não me era estranho.
Parabéns à Vóvó !

myra said...

parabens ao menino e parabens a vc que ainda se diverte...mesmo se depois esta com dores:))))

expressodalinha said...

É verdade Myra.