30.7.13

AINDA O PUDIM

Puddings, cakes ou biscuits. Os pudins antigos são apresentados em forma de massa sólida, constituída pela mistura de vários ingredientes unidos por uma liga que pode incluir farinha de trigo (como no Pudim de Yorkshire), sangue (pudim preto), ovos (pudim de pão ou pudim francês) ou uma mistura de gordura e farinha ou algum outro cereal (pudim de ameixa). Estes tipos de pudim podem ser assados, cozidos ou fervidos. Este tipo ainda é comum em vários lugares, especialmente na Grã-Bretanha, e pode ser o prato principal de uma refeição ou apenas a sobremesa. Como prato principal, os pudins cozidos eram uma refeição comum a bordo dos navios da Marinha Real nos séculos XVIII e XIX e era o modo usual pelo qual as rações diárias de farinha e gordura eram preparadas e distribuídas pelos marinheiros. Em Portugal era mais bacalhau. Por isso ainda temos o "pudim de bacalhau". Assim, longe de se pensar que o pudim é apenas um doce, o pudim é uma agregação de nutrientes calóricos que se conserva fora do frio por vários dias. Sem pudim não havia "Commonwealth".

3 comments:

João Menéres said...

Eu gostava que a Commonwealth se perpertue !

Eduardo P.L. said...

É por essa razão, ou por muitas dessas razões que gosto tanto de pudim, e não sabia. Santa ignorância.

myra said...

parece uma pintura...continuo nao gostando de pudins:)
bjo