16.1.14

OPERAÇÃO CAÇÃO - XXXII

Em Macau, Valdemar instalara-se no Gran-Hotel Lisboa. Os casinos e o jogo dominavam a economia de Macau. Casinos que não fecham nunca. Um jogo que atrai mais de dois milhões de turistas por mês. Um bulício permanente. Cá fora, prostitutas aguardam clientes para comemorar a vitória ou para fazer esquecer a derrota. Ao fim da tarde Valdemar desceu do quarto e dirigiu-se ao iluminado lobby do hotel, esperando um contacto, conforme fora combinado. Sentiu uma mão nas costas e dois homens com cara de kung-fu disseram-lhe para os seguir. Cá fora, um carro levou-os a alta velocidade até ao Porto Interior. Uma lancha rápida aguardava. Quinze minutos depois estavam no iate “Pérola do Oriente”, ancorado ao largo, a meio caminho entre Macau e Hong Kong.
Fotografia de Roberto Barbosa
(Continua)

3 comments:

Eduardo P.L. said...

Que legal uma ilustração do Roberto Barbosa nessa história..

myra said...

como sempre Foto de R.Barbosa uma lindezaaaaaa!

daga said...

que maravilha de foto! está na hora de apanharem esse Valdemar!!