14.8.14

DEMO - POPULISMO

Os políticos prometem o que o povo quer ouvir. O povo grita para os políticos ouvirem. Os bancos gostam. O país endivida-se. Votar pode ser perigoso.

12 comments:

daga said...

muito...já me estás a convencer!

João Menéres said...

Nas últimas, não votei.
Foi a 1ª de muitas que se seguirão !!!

daga said...

foi o que fiz também,João, tal e qual... no futuro veremos...

Jorge Pinheiro said...

E que democracia é esta em que as pessoas não votam porque já não acreditam?

João Menéres said...

Só mudam as moscas, Jorge...

Jorge Pinheiro said...

Então estamos condenados a manter os poderes fácticos dos BES e companhia?

Fatyly said...

Eu não deixarei de votar e perigoso é votar no "mais do mesmo" porque há muitos partidos que nunca lá estiveram. Agora no actual PSD, CDS-PP e PS...JAMAISSSSSSSS!!!!!

Eduardo P.L. said...

Só o voto pode mudar as coisas. Quando não se confia mais na Democracia, não se merece a liberdade. Depois sob o julgo da ditadura, não sendo um dos beneficiários do regime, não adianta lamentar. Ruim com liberdade, pior sem ela.

Jorge Pinheiro said...

Eduardo: isso nem tenho dúvidas. Mas há muitas variáveis dentro da democracia. É disso que falamos e não de democracia vs ditadura. Aliás, é por se acenar com esse fantasma que muitos políticos democratas conseguem que o povo vote em carneirada e persista a ditadura financeira.

daga said...

pois ESSA não se derrota em eleições! e sempre fui a favor da liberdade, mas desta vez escapou-se...depois voltarei ao voto em branco se calhar...à falta de melhor

Gustavo Alvarez said...

Eu não voto desde a primeira vez em votei "errado". Votar é* perigoso. pago uma taxa e pronto. Fico em dia com a justiça eleitoral (e com a minha consciência). Somos , no Brasil, uma democracia mui recente. Adolescente, eu diria. Nós, adolescentes falamos pela necessidade de falar. O pai fuma, mas não quer que o filho fume. O filho fuma e fala do pai. Sabe que o pai é moralista, mas sente a inevitável compulsão de enfrentá-lo. Muitas vezes... fumando. Compulsão é = obsessão pelo objeto. Eu não gosto de política. No Brasil há duas condições, ou estado social de consciência política: direita e ultra direita. O governador de Minas Gerais paga ao Hoje em Dia 400 mil reais.
Isso já está começando a ficar perigoso.
Falamos de poder ou de política?
O poder é carismático, político e econômico segundo o que aprendi na escola de jornalismo.
Una os 3 e vc se elegerá?
Incluo uma nova ambiguidade em minha lista: o amor, o homem(raça humana) e o voto...
Previsível? sim, surpreende.
Abraço,

Gustavo
Ps: Expresso, você é muito inteligente.

Jorge Pinheiro said...

Gustavo: recomendo a série House of Cards para ficamos definitivamente enojados com a política e com o poder.