23.12.15

O PERIGO DO NATAL

Mais do que qualquer época festiva, o Natal comporta perigos diabólicos. Não se pode estar doente, não se pode ter uma emergência, não se pode ter um ataque. Os médicos estão de férias, os enfermeiros fazem ponte, os socorristas têm consoada. Mas pior do que isso é morrer nesta época. Não só estragamos o as "festas" a muita boa gente, como teremos uma afluência muito reduzida no velório. Por isso, aconteça o que acontecer, aguentem-se até ao Ano Novo.

5 comments:

Fatyly said...

Fizeste-me sorrir com a "afluência no velório", mas quem dera podermos escolher os dias para adoecermos.

João Menéres said...

O melhor é deixar passar o Dia de Reis...

Li Ferreira Nhan said...

Já passei por um enterro num natal e de fato estragou a festa. O finado foi motivo de cara feia, piada, quase nenhum choro ou lamentação. Deu trabalho à todos isso sim!
Também já passei um natal como acompanhante num pronto-socorro seguido de uma internação. Nesse caso, o estrago foi no natal e também no reveillon.
Só faltou mesmo um parto nessas datas!

Eduardo P.L. said...

Jorge, morrer, melhor não faze-lo. E se o fizeres, escolha data e hora oportuna. Caso contrário a "afluência ao velório" será diminuta.

Elvira Carvalho said...

O melhor mesmo é não morrer.
Um abraço e dias felizes