24.3.11

PAREDE - O TABULEIRO

Nesta fotografia de 1936 vemos aquele que, porventura, será o ex-libris da Parede: o tabulreiro. A Parede era, desde 1900, a meca dos tratamentos helio-marítimos, muito em voga no final do séc. XIX. Os doentes de ossos corriam aos sanatórios recentemente inaugurados para receber tratamentos. Uma peculiar conjugação climática (muito sol, tempo seco, mas marítimo) e de libertação de iodo (proliferação de algas nas plataformas rochosas que entravam pela água), fez da Parede uma vila burguesa, onde antes havia apenas pedreiras e hortas decadentes. Era frequente ver os doentes em tabuleiros a ser empurrados para todo o lado. Havia mesmo corridas de tabuleiros. Quase parecia mal não ser coxo.

3 comments:

João Menéres said...

Nunca tinha ouvido essa dos tabuleiros !...
( Mas também não admira : Não sou desses lados...)

zamotanaiv said...

É como a cena de estar à rasca!
Até parece mal não estar

expressodalinha said...

Se não fossem os doentes, não havia "esta" Parede.