6.7.11

VIAGEM INESPERADA - VIII

Uma montanha tremenda. O horizonte esconde-se em neves eternas. Florestas densas povoadas de mistérios. Estamos quase no fim. Ou será um começo?

3 comments:

daga said...

o fim de alguma coisa é sempre o começo de outra ;)

beijo (obrigada pelas imagens, pela viagem, pelas palavras)

Maria de Fátima said...

tu não foste sem uma boa companhia, que eu começo a temer, Jorge!

myra said...

continua, continua...meus beijos te acompanham:))))