21.12.12

MACAU - TURISTA OCIDENTAL - X


Uma cidade que fervia.
Macau era, então, uma cidade que fervia de actividade. Uma das metrópoles mais movimentadas do Extremo-Oriente. A rota do Japão tornou-se extremamente lucrativa. O Japão não autorizava a entrada de outros navios que não os portugueses. Em Cantão, os navios portugueses pagavam para entrar menos dois terços que os navios de outros países.

5 comments:

Li Ferreira Nhan said...

A avenida vai ter num campo de futebol?
E as duas construções em frente parecem centros comerciais, armazéns...
E a esquerda é um cemitério?
Se afirmativo, que imagem mais curiosa.
Que lugar...
A cidade devia ferver...
...
O que será que o Roberto pensou quando fotografou?


(Perdoe tantas perguntas Jorge, ando mal "das vistas", de fato não estou vendo muito bem; preciso ir ao oftalmo...)

Eduardo P.L said...

Imagem e história!

expressodalinha said...

Não sei. Penso que nada disto já existe e, como sabe, nunca fui a Macau. O que o Rob queria fotografar? Pois... boa pergunta. Acho que tudo. Ele queria fotografar tudo.

Li Ferreira Nhan said...

Ainda bem que fotografou tudo.
Deixou nos o seu olhar numa obra valiosa e fantástica!

João Menéres said...

Conheço Macau, mas não situo...