23.12.12

MACAU - TURISTA OCIDENTAL - XI


Estou noutro mar.
Reflexos da cidade que não dorme. Tudo se compra. Tudo se vende. As ruas levam-me na corrente. Desaguo num mar de gente. Um bulício que fala. Uma fala que não entendo. Começo a sentir-me longe, cada vez mais longe. Deixei o meu oceano. Estou noutro mar. Uma estranha sensação de abandono. Um caminho sem retorno.

6 comments:

myra said...

retorno! e como!!!!

Eduardo P.L said...

Quando alguém perguntou se aquele caminho tinha retorno, a resposta foi: o mundo é redondo.

Fatyly said...

Genial!

daga said...

não gosto deste "outro mar"... é agressivo, ruidoso, asfixiante! sem vastidão, sem calma, sem horizonte.

Li Ferreira Nhan said...

"Tudo se compra. Tudo se vende."
O prédio esta embrulhado em celofane e amarrado em cordão. Será para presente? No "cartão" ao centro não percebo a escrita... ;)

expressodalinha said...

Li: parece mesmo, mas na realidade são bambus.