11.2.13

ABECEDÁRIO DE MYRA - I

iiiiii..... uma letra aguda. Tão aguda que se instala no feed-back do ouvido interno e assobia no eco da nossa existência. O "i" mantém-se para além da nossa vontade. Depois do som acabar, depois de tudo se calar, o "i" permanece como som primordial. Chega a incomodar. Impõe-se sempre que aparece. Não é muda, nem surda. Uma letra irritantemente constante. Sintomaticamente presente. Até o "e" quer ser "i" só para se deixar ouvir. Si-mi-vim-semi-ti-mim-pi-vi-mi-sim.  

17 comments:

João Menéres said...
This comment has been removed by the author.
João Menéres said...

Com o Y da Myra , que tem a fonética do i ,
não me sucede nada disso.
Antes pelo contrário, Jorge.
Mas apreciei a sua divagação !

expressodalinha said...

É a vogal que mais soa. E experimente estar à frente de uma coluna de som bem forte... o que ouve é piiiiiiii, muito tempo depois de já ter abandonado o som. Qt ao Y, já chegaremos...

Fatyly said...

"iiiii" é mesmo assim!

Gostei!

Anonymous said...

Venho defender, mais uma vez, uma letra. O "I". Não falem mal dele e pensem o que seria de nós se ele não existisse:

_greja - Casamentos, batizados, missas, confissões, népias?? Praças vazias sem belos monumentos. E o sino, pendurado "adonde"?

_dade - tudo bem, as rugas enfeiam, mas homem sem idade é homem sem tempo e sem história.

_rmão - Todos filhos únicos, é? E aqueles que não o são de sangue e que a gente, de tanto querer bem, diz que sim? Ficamos sem eles?

_nvenção - Nem roda, nem lâmpada, nem telefone, nem Net ... queria vê-los sem ....

_nércia - Querer ir e o corpo negar o movimento. Nãooooooooo

_mortalidade - Por onde andariam Camões, Pessoa, Saramago, Einstein, Mozart, Hendrix e mais alguns milhares deles?

_maginação - Que pobreza!!!!

_nteligência - Um mundo de burros, antas e minhocas. Querem?

_´ndia - O Vasquitolas teria chegado onde? Mohandas Karamchand Gandhi, vulgo Mahatma Gandhi, seria, por acaso _nglês?

Vamos, lá, não sejam _ntolerantes, com o nosso querido "I".

Luísa said...

Gosto do "I".
não quero tão pouco dzer que ele não faz falta!
Magnem ler o esprto do texto sem a letra...Tra todo o sentdo!

Viva o "I". viva! Viva!

João Menéres said...

Obrgado, Jorge.
Mas as mnhas colunas são m´nmas e creo que lá não tere o p..... !

Soldáro com a querda Lu´sa !


LOL

Goste muto do comentáro do ANONYMOS !!!

expressodalinha said...

Eu tb gosto do i. Mas as verdades têm de se dizer :))

João Menéres said...

Estou de acordo, Jorge.
AGORA !

Anonymous said...

I também gosto, a palavra do dia, é INEFÁVEL. Que linda palavra. Post e o abecedário da Myra estão perfeitos!
Bjs
madoka

daga said...

nunca tinha reparado na importância do "i"! mas depois deste texto...tenho de concordar :))
adorei o post!

myra said...

obrigadisssssima Jorge!!!! gostei mto!!!!!e obegada a todos voces!!!!

Eduardo P.L said...

Há palavras lindas, outras nem tanto, com ou sem "i". Interessante a abordagem do Jorge!

Li Ferreira Nhan said...

O i é muito importante; possui cabeça (a chamam de pingo, mas é uma cabeça). Esta solta do corpo, mas continua ali, presente!
Qual a outra letra com cabeça? O j? Ah, mas o j não possui som! O j nem é ereto! Já o i ...

Belo i Myra!

expressodalinha said...

Excelentes comentários. Adorei as palavras sem i.

myra said...

obrigada a todos pelos comntarios e acho o Jorge genial:))

Mena G said...

iii de gritos e apitos! Lindo.