15.10.13

OPERAÇÃO CAÇÃO - VIII

Idalécia era uma morena de corpo generoso. Peito altivo, a querer saltar para fora do soutien. O cabelo muito liso. Olhos amendoados. Sorriso cativante. Nos seus vinte e nove anos já tinha conhecido homens. Não muitos. O suficiente para saber o que valia e o que queria. Idalécia queria um futuro melhor. Vivia no bairro dos "Índios", ali na Meia Praia, um bairro em cima da areia, construído clandestinamente a seguir à Revolução do 25 de Abril. Idalécia vivia com a mãe, de 80 anos, e com o irmão, Vivaldo. Vivaldo tinha mulher e quatro filhos. Explorava uma banca de peixe no Mercado de Lagos. Os tempos estavam difíceis. O rendimento diminuía todos os meses. A casa era pequena para tanta gente.

7 comments:

Eduardo P.L. said...

Ótima ilustração. Continuo lendo e rndo, depois de tantas leituras.

João Menéres said...

Mas onde 3 garrafas Loios, do João Portugal Ramos, não atrapalhavam...

daga said...

grande mulher!!!

Li Ferreira Nhan said...

A Bé....
Rsrsrsrs

Mena G said...

Grande Idalécia!

Jorge Pinheiro said...

Com Idalécias destas não há terroristas que resistam.

myra said...

e mesmo, nao havera terroristas que resistem:)))