2.1.14

OPERAÇÃO CAÇÃO - XXVIII

Idalécia encontrou-se com Melzek no “Café do Mar”, em cima das arribas, a caminho da Praia do Pinhão. Tinham combinado beber um copo depois do jantar. Estava Lua cheia. Um luar romântico que se espelhava nas águas mansas da baía de Lagos. Idalécia, porém, não conseguia tirar da cabeça as dúvidas quanto a Melzek. Seria ele o bombista? A certa altura não resistiu e disse-lhe: “Sabes, parece que encontraram o cartão de telemóvel do bombista”. Melzek deu um salto. E disse-lhe, com calma aparente: “Ah sim? Uhm... e como sabes isso?”. “Foi o meu irmão que encontrou dentro de um peixe”, informou Idalécia. Melzek estava confuso. Peixe, cartão, irmão!... “Mas como sabem que é do bombista?”, indagou Melzek. “Foi o inspector que disse”, retorquiu Idalécia. Melzek deu três saltos e ficou calado. “Sabes, dizem que era um alemão”, continuou Idalécia em tom provocatório. Melzek teve um estremeção e percebeu que tinha de actuar imediatamente. Pagou a conta, com ar indiferente, e convidou Idalécia para uma volta pelas arribas.

3 comments:

Eduardo P.L. said...

Esta cada capitulo mais emocionante.

daga said...

ai ai ... será que a Idalécia se safa? (faz de conta que não sei ;)

Jorge Pinheiro said...

Pois...