21.5.14

CRÓNICAS DE ISTANBUL - III

Os minaretes querem-se em riste, bem lançados e com erecção divina. Em Istanbul há milhares de minaretes. Pois não vi minaretes murchos ou sequer com impasses psicológicas. Erguem-se em busca da verdade e a verdade não se compadece com tibiezas da vontade ou timidez funcional. Desde o esplêndido minarete até ao minarete sublime, os turcos metem o minarete em todo o lado. Há dois ditados populares bem reveladoras da sabedoria ancestral destes povos milenares: "que nunca te falte o minarete" e "a cada um seu minarete". Confesso que fiquei entusiasmado.

8 comments:

daga said...

os ditados populares caracterizam um povo (geralmente)

João Menéres said...

Quem não conhece DITADOS POPULARES não sabe nada do mundo !

João Menéres said...

Esqueci-me de dizer que estes minaretes não parecem muito ERECTOS...

Jorge Pinheiro said...

Atenção que os ditados inventei eu!

Eduardo P.L. said...

Mas são bem inventados e bem vindos.

João Menéres said...

Maior o valor !

daga said...

até já inventa ditados! então quem será que caracterizam? já não é o povo...

Jorge Pinheiro said...

Eu sou povo :))