13.9.18

MYRA LANDAU

Conheci Myra na blogoesfera. Nunca a vi pessoalmente. Fizemos muitas coisas em conjunto e, acima de tudo, mantínhamos uma correspondência regular. Myra morreu aos 91 anos no passado dia 14 de Julho. Hoje inaugura uma exposição dela em Nova Iorque que ela, seguramente, muito gostaria de ver. A título de homenagem deixo aqui as palavras que ela me mandou para terminar a biografia que fiz dela. Eis o que Myra me disse: “Entre atavismos e recordações, procuro não me perder nas encruzilhadas que atravesso. Aprendi a magia das coisas, os imprevistos da vida, ritmos diversos, diferentes caminhos. Procuro a plenitude do amor e a clarividência das sensações. Nasci na distante Roménia, com a janela branca dos cristais de neve a bater nos vidros. Vivi muito tempo no Brasil, vivi na orla do mar, na espuma fugaz da areia branca. Fiz do México a minha casa, a minha paixão. Regressei ao Velho Continente. Não sei se acabo aqui os meus dias. Quem sabe onde a minha vida errante me levará. A pintura é o meu horizonte, o meu espaço, o meu fim, o meu destino”.

6 comments:

João Menéres said...

Que grandes são as palavras da Myra !
Tao grandes quanto a sua PINTURA e a sua imaginação.

Um abraço amigo, Jorge.

Eduardo P.L. said...

Jorge, que linda a carta da Myra. Deixou uma legião de amigos. Eu também não a conheci pessoalmente, apesar dela ter namorado um artista amigo meu, e talvez tenhamos nos cruzado sem saber. Mas tornamo-nos muito íntimos. Ela costumava me escrever e trocávamos mensagens. Fui seu confidente no fim da vida. Uma linda pessoa em todos os sentidos, e deixou uma importante obra que será hoje vista em NY. Parabéns pelo post.

Fatyly said...

Uma excelente homenagem a Myra que fui conhecendo a sua obra através de ti e do João. Ela onde estiver deve estar super orgulhosa dos amigos:)




PS: Já gora e pedindo desculpa pelo abuso deixo aqui os meus sinceros parabéns pelo teu aniversário e ontem deve ter havido festa com bolo e tudo:))) Que contes muitossssssssss

Beijocas

Jorge Pinheiro said...

Obrigado.

Li Ferreira Nhan said...

Saudades dela.

Anonymous said...

Curtias catar a velhota mas já não foste a tempo...