23.1.13

MACAU - TURISTA OCIDENTAL - XXXVI


A violência acabou

A violência acabou. A repressão amainou. Começou a pressão política. Exigências pesadas e inegociáveis do lado chinês. Em Lisboa, Salazar não tomava posição. Finalmente, a 29 de Janeiro de 1967, o Governo de Macau e as autoridades chinesas chegam a acordo. Evitou-se uma sublevação generalizada, mas ficou claro que Portugal apenas estaria em Macau enquanto a China quisesse. 

6 comments:

daga said...

"A violência acabou" porque alguém se vergou...

João Menéres said...

O SETE !
Número que para muitos é de sorte...

Gosto muito desta imagem do Roberto. Macau na sua vivência.

Quanto ao texto, se me permite, Jorge :

Perante o potentado da China, Salazar ao não tomar posição, permitiu que o Governador de Macau dialogasse com as autoridades chinesas.
Que mais poderia fazer ?
Repetir o que sucedera na Índia três anos antes ?

myra said...

para mim tabem o numero 7 e sorte!!!como sempre belo texto e foto!

expressodalinha said...

João: o que está descrito na parte histórica, nestes últimos pots, é o famoso incidente do 123.

João Menéres said...

Pronto, está bem !

João Menéres said...

Que mal fazia a construção de uma escola ?
Claro, a velha burocracia ( ou burrocracia ) teve consequências desastrosas !