24.1.13

MACAU - TURISTA OCIDENTAL - XXXVII


Vim para ficar

Já nada quero. Já nada existe. Acho que já não sou. Talvez tenha perdido a razão. Deambulo pela cidade ao som de música celestial. Falo sem falar. Entendo sem entender. Vejo sem ver. Os deuses sopram em mim como vela sem pano. A neblina já não assusta. Deixei de ter calor. O mar fala comigo das tempestades que me assolam. Vim para ficar. Ela é o caminho.

5 comments:

Li Ferreira Nhan said...

Tamanha quantidade de informação, detalhes numa só imagem!
E que ângulo!
...
"Entendo sem entender. "

myra said...

vce e Roberto que dupla!!!!

João Menéres said...

E assim se caminha para a frente, mesmo que uma neblina nos obrigue a andar mais devagar e com prudência.

Hoje, uma imagem do Roberto Barbosa num géneropouco habitual nele. Mas, nem por isso, deixando toda uma atmosfera menos documentada !
As três pessoas que são vistas através daquele círculo testemunham na perfeição o tão especial OLHAR do Roberto.

Eduardo P.L said...

Jorge, pode ser efeito da gripe! Isso passa! srsrs

daga said...

não interessam as questões existenciais e paradoxais, o importante é que vieste para ficar :))