10.12.12

MACAU - TURISTA OCIDENTAL - IV


Em breve seria Amacao.
Depois da chegada do navegador Jorge Álvares em 1513, diz-se que foi o contributo português para vencer o terrível pirata Chang-Tsé-Lao que terá sido decisivo para o estabelecimento comercial em Macau. O porto de A-Má, nome da deusa, em breve seria Amacao, Macao e, finalmente, Macau. Durante quatrocentos anos foi o baluarte português no longínquo Oriente.

6 comments:

João Menéres said...

Tenho pena que o remo tenha ficado cortado...
Como vinha em direcção da camera, talvez pudesse ter aguardado uns segundos...

Anonymous said...

Primeiro erro "chegado" ...
A.R.E.

daga said...

espetacular o reflexo na água! a lenda, a deusa, não falta nada para a fundação perfeita da cidade...

expressodalinha said...

ARE: corrigido. Malditas gralhas.

myra said...

esplendida!!!!

Fatyly said...

Gostei!